CASA DEZ BARRA DOZE

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

A Casa Dez Barra Doze consiste num projeto realizado com outros 20 artistas. Juntos e de maneira horizontal, organizamos, desenvolvemos e montamos  um ateliê coletivo, espaço de troca e espaço expositivo numa casa que nos foi emprestada pelo período de 6 meses (quando então a casa seria destruída) no Jardim América em São Paulo.  

“Era uma casa muito engraçada. Vinícius de Moraes, autor do poema que virou canção , já falava da criação de um espaço que deveria ser o de um lar, mas que é repleto de estranhamento, de elementos faltantes, da própria ausência de praticidade esperada do ambiente doméstico. Mas, apesar de tudo isso, o bordão da letra repete que ela era feita com muito esmero, na rua dos bobos número zero.” 
(Katia Canton)

Com corredores e quartos que se interligam e atravessam, ela se assemelha a um labirinto. É fácil de se perder. Uma leve distração e do banheiro se chega ao closet, indo parar num estranho mezanino. Um pequeno elevador quebrado interliga o térreo ao primeiro andar. Em todos esses cômodos encontramos vestígios do antigo e já falecido morador.
Nesse exato momento em que escrevemos, dia 16 de julho, faltam pouco menos de cinco meses, 147 dias, para a data agendada de sua demolição. Fomos convidados a ocupar esse espaço de tempo e lugar. 
Essa é a CASA DEZBARRADOZE, 21 artistas de diversas áreas que buscam tornar essa casa seu lugar de trabalho, incorporando as condições de infraestrutura que ela pode oferecer. Uma tentativa de borrar as fronteiras das possibilidades que esse lugar pode se tornar.

Núcleo fixo de artistas:

• Adriana Moreno 
• Ana Clara Ometto 
• Ananda Trezena
• Anders Rinaldi
• Anita Kuczynski
• Beatriz Guimarães
• Fernanda Galvão
• Gabriel Pitan Garcia
• Henrique Cutait
• Julia Braga
• Julia Thompson
• Luciana Doljak
• Maria Beatriz Figueira 
• Marina Castelo Zilbersztejn
• Patrícia Araujo
• Pedro Ivo Verçosa
• Pedro Monfort 
• Pedro Silva
• Rafaela Foz
• Renata Casagrande
• Sísifo M. Gatti

Foto: Pétala Lopes